Arranjo de Flores: Fique por Dentro da Melhores Combinações

Os arranjos de flores são elementos decorativos perfeitos para transformar qualquer ambiente, garantindo-lhes mais charme, cor, alegria e elegância. Mas, não é todos que sabem onde utilizá-los e como fazê-los, combinando cores e flores diferentes.

Esse é o seu caso? Então, para lhe ajudar nessas tarefas preparamos um guia com dicas de uso dos arranjos, bem como orientações sobre combinações infalíveis de flores e tonalidades. Confira!

Dicas de uso de arranjos de flores

Arranjo de Flores: Fique por Dentro da Melhores Combinações

Arranjos de flores são itens ideais para decorar ambientes internos. É possível utilizá-los, por exemplo, em salas, quartos e banheiros de residências, tornando o ambiente bonito e charmoso.

Também dá para usar o arranjo de flor em áreas de recepção, dica que vale tanto para ambientes residenciais como para condomínios empresariais, escritórios, comércios e hospitais, espaços em que se quer criar um clima mais agradável a todos os trabalhadores e clientes.

Há, ainda, a possibilidade de aplicar os arranjos em ocasiões específicas, como na decoração de festas, especialmente de mesas de convidados, contribuindo para atingir um espaço criativo e sofisticado.

Como combinar cores de flores em arranjos

Arranjo de Flores: Fique por Dentro da Melhores Combinações

Na hora de montar o arranjo, é preciso se atentar às cores das flores, para garantir um resultado mais bonito e harmônico. Mas, afinal, como combinar diferentes tonalidades?

Uma dica simples e infalível é sempre trabalhar com cores do mesmo matiz, isto é, que sejam semelhantes. Por exemplo, diferentes tonalidades de rosa combinam perfeitamente entre si e não geram chance de erro.

Mais uma opção é combinar cores contrastantes, como o branco e vermelho, intercalando flores de ambas as tonalidades. O resultado é clássico e bonito, com menor possibilidade de erro.

Outra dica é utilizar a roda de cores da colorimetria, o que ajudará a ter um resultado mais homogêneo e bonito. É possível usar, por exemplo, uma cor primária e duas vizinhas a ela (como o vermelho, vermelho alaranjado e vermelho violeta).

Ainda considerando a roda de cores, existe a possibilidade de combinar tonalidades complementares, ou seja, opostas entre si. Um ótimo exemplo é mix verde e vermelho.

Um detalhe importante que muitos esquecem é que o vaso do arranjo também entra na combinação de cores, afinal, trata-se de um elemento só. Se tiver medo de errar, aposte em vasos neutros, como o branco, que é clássico e combina com tudo.

Caso queira algo colorido, escolha um vaso que tenha uma mesma tonalidade de uma das flores do arranjo, o que assegurará um resultado mais harmônico, bonito e elegante.

Também há a possibilidade de eleger um vaso que tenha a cor utilizada em predominância na decoração. Assim, o ambiente como um todo ganha unidade e sofisticação.

Como combinar flores no arranjo

Arranjo de Flores: Fique por Dentro da Melhores Combinações

Já sabe combinar diferentes cores, mas não faz a mínima ideia sobre quais flores podem ser utilizadas em um mesmo arranjo? A seguir, confira dicas e combine flores com maestria:

  1. Utilize flores com tamanho semelhante, o que ajudará a montar um arranjo coeso, sem irregulares que podem causar estranheza e prejudicar a harmonia desse elemento decorativo;
  2. Misture flores grandes e pequenas, como lírios e rosas. É interessante dispor os botões de maneira alternada, colocando um lírio e uma rosa e assim consecutivamente, de modo a tapar possíveis buracos e ter mais unidade no arranjo.

É importante evitar longas sequências de um determinado tipo de flor no arranjo. Então, ainda tomando o combo lírio e rosa como exemplo, procure não fazer uma longa fileira de rosas, o que comprometerá o resultado. Ao trabalhar com flores grandes e pequenas, a alternância é o segredo para o sucesso.

Como utilizar a folhagem no arranjo

As folhagens são usadas para finalizar o arranjo, mas existe quem exagere nesse detalhe, o que acaba por comprometer o resultado. Lembre-se que a estrela deve ser sempre a flor e não as folhagens.

Por isso, insira a folhagem somente em pontos específicos, como nas bordas do arranjo, para acabamento. É importante que tenha tamanho adequado ao das flores, para que a folhagem não se sobressaia.

Outro ponto importante sobre as folhagens é o tom delas, que deve estar em união com os das flores. Pense sempre o seguinte: flores neutras ou com cores vivas combinam com folhagens verdes escuras. Já flores com tonalidade fria pedem folhagens claras.

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e especialista em Negócios Digitais. Tem mais de 600 artigos publicados em sites dos mais variados nichos e quatro anos de experiência em marketing digital. Em seus trabalhos, busca usar da informação consciente como um instrumento de impacto positivo na sociedade.

Participe dos nossos grupos

FacebookEntre para nosso GRUPO!

Faça parte da nossa comunidade de DECORAÇÃO e ORGANIZAÇÃO

Deixe seu comentário