Início » Jardinagem » Grama sintética – Tipos, Cuidados e Preços, Qual usar?

Grama sintética – Tipos, Cuidados e Preços, Qual usar?

Quando o assunto é escolher a decoração mais bonita para o jardim de sua casa ou qualquer outro espaço promissor, como os playgrounds, que também ficam ótimos com a aparência de um jardim encantador, é claro que as pessoas almejam sempre o melhor e mais belo.

Uma novidade que faz sucesso entre os amantes da natureza desde que surgiu no universo dos decoradores é a grama sintética desenvolvida para jardim e esses outros espaços.

Elogiado por sua semelhança com a grama de verdade, esse poderoso elemento decorativo tem o poder de transformar e deixar ainda mais belo o espaço escolhido para ser inserido. Mas como escolher o ideal para o seu projeto entre os tipos de gramas sintéticas? É isso o que você vai descobrir agora:

Características dos tipos de gramas sintéticas

Assim como todo outro elemento que conquistou o coração dos arquitetos e ganhou espaço nos projetos desenvolvidos para os seus clientes, a grama sintética foi adaptada a diversas versões e modelos, o que pode representar um desafio no momento de escolher o ideal para você, não é mesmo?

Mas acalme-se, pois se o seu sonho for ter um espaço verde e não sabe como iniciar o projeto, listamos abaixo as principais características de cada tipo de grama artificial, basta segui-las para identificar a melhor opção entre as disponíveis no mercado:

Grama sintética fibrilada

Grama sintética fibrilada

Esse modelo é facilmente reconhecido por apresentar fios de gramas com riscos, como se fossem fibras, sabe?

Em sua descrição, esse tipo de grama sintética traz a aparência de folhas verdes e é bem suave ao toque, fatores que, sem dúvidas, faz com que pareça muito com a grama natural.

Os locais mais indicados para instalar esse modelo de grama sintética fibrilada são: áreas decorativas que fiquem bem com um toque de verde e espaços de jogos e esportes, como os playgrounds.

E ah! Essa versão aparece sempre entre as mais procuradas para escolas, hotéis, parques e condomínios residenciais, por exemplo, porque são sinônimos de durabilidade, conforto, segurança e praticidade, afinal, não exigem cuidados e nem mesmo manutenção especial. É ou não uma ótima opção? É claro que sim!

Grama sintética crimp

Grama sintética Crimp

Já reparou como algumas gramas sintéticas possuem fios retorcidos? Pois é, quando observar esse tipo, saiba que se trata da inovadora grama sintética crimp, que nada mais é que um tipo compacto desse elemento decorativo.

Qual a diferença desse modelo? Devido ao formato retorcido com o qual foi confeccionado, esse tipo de grama apresenta muita funcionalidade e impede que os fios se enrosquem ou sejam danificados quando alguém correr pelo o mesmo.

Todo esse cenário proporcionado pela grama sintética crimp faz com que esse tipo seja indicado com frequência para campos de futebol e/ou espaços destinados a prática de exercícios físicos, como quadra de tênis e campos de golfes.

Mas antes que você pense que esse tipo decorativo pode ser utilizado somente em locais esportivos, não se engane, pois também pode ser perfeito para decoração de outros espaços residenciais e comerciais.

Grama sintética com fita plana

Grama sintética de fita plana

Ao contrário dos modelos citados acima, esse tipo de grama sintética conhecido como fita plana traz uma versão fabricada com fios mais lisos, ou seja, livres de fibras e/ou formatos retorcidos.

Além dessa característica de fios lisos, esse modelo de grama apresenta o tamanho dos fios mais largos que os demais, comportamento que distancia a semelhança com a grama natural, mas nem por isso deixa de ser escolhido entre os profissionais de decoração e seus clientes, pois também tem beleza, qualidade e estilo.

Uma vantagem desse modelo é que, na maioria dos casos, a manutenção não é exigida com frequência, o que traz economias financeiras – vantagem que todo mundo quer, não é mesmo?

Grama sintética bicolor

Grama sintética bicolor

Se a sua intenção é representar um gramado o mais natural possível no espaço escolhido, sem dúvidas a escolha pela grama sintética bicolor é a mais correta, afinal, o fato de ser produzida com duas tonalidades de verde, uma mais clara e outra mais escura, deixa a aparência muito real.

Além também serem elogiadas pela durabilidade e conforto que exercem no momento de possíveis impactos, esses modelos também oferece harmonia visual, suavidade e baixo custo de manutenção.

E aí, leu com atenção as descrições acima e já escolheu a sua grama sintética para jardim preferida? Conte para nos qual foi a sua decisão e motivo, adoramos fazer parte desses momentos!

Comente