Início » Jardinagem » Tipos de Flores » Hortênsia – Características da flo, Significado e Como cultivar

Hortênsia – Características da flo, Significado e Como cultivar

A Hortênsia é uma flor nativa do Japão e da China, mas também cultivada em diversas regiões temperadas e subtropicais. No Brasil, por exemplo, ela é encontrada em cidades como Gramado (RS), Morretes (PR) e Campos do Jordão (SP).

Bastante usada em produções comerciais por conta do cultivo rápido e fácil, a planta também é conhecida como novelão, hidrângea ou hidranja.

A cor azul, rara entre as demais flores, é uma característica comum entre os tipos de hortênsias. Mas a cor das flores varia de acordo com o solo em que ela é plantada.

Quer saber que variações são essas? Então acompanhe o texto que traz esta e muitas outras informações sobre a fascinante hortênsia.

Características da Hortênsia

A variação das cores se dá de acordo com o pH do solo em que ela é plantada, e corresponde ao seu nível de acidez. Em solos ácidos as flores apresentam cor azul, e em solos alcalinos cor-de-rosa. O solo brasileiro é naturalmente mais ácido, por isso a cor mais comum das hortênsias cultivadas aqui é a azul.

Mas as flores também podem apresentar outras variações de cor, como branco e lilás. Ainda há híbridos que oferecem flores em tons de rosa-forte, vermelho e azul escuro.

Esta é uma planta de arbustos grandes, que podem chegar a até 2,5 m de altura e largura. E a espécie produz dois tipos de flores: as centrais e as periféricas.

As flores centrais são férteis e não têm pétalas bem desenvolvidas, por isso não são consideradas ornamentais. Já as periféricas são ornamentais, possuem grandes pétalas coloridas e geralmente são estéreis.

As hortênsias também contam com uma característica peculiar: um princípio ativo que pode torná-la venenosa. O glicosídeo cianogénico hidrangina é um veneno que se ingerido em grandes quantidades pode causar sérios problemas.

Por isso é muito importante tomar cuidado com pets e crianças.

Variação de cores da hortênsia

Significado e simbologia

Seu nome vem do latim Hortensia, que significa “jardineira” ou “aquela que cultiva hortos”. O nome se refere à simbologia de cultivar flores, que passa a sensação de beleza e juventude.

Simbolicamente, a hortênsia representa dignidade, obstinação, pureza, coragem, devoção e elevação espiritual. A planta é ligada à abundância, por conta da sua fartura de pétalas e graciosidade. Também é associada à gratidão e prosperidade; e à inovação e versatilidade por conta das suas variações de cor.

Como plantar e cultivar hortênsia

Por sua beleza, hortênsias são muito utilizadas em vasos para decoração de varandas, pergolados e canteiros de jardins.

Seu cultivo deve ser em solo fértil, rico em matéria orgânica e com boa drenagem e irrigação. Devem ser mantidas preferencialmente ao sol ou ao abrigo de árvores, e em solos areno-argilosos de textura média, apesar de se adaptarem a solos variados.

Esta é uma planta adepta de climas mais amenos, não se adequando muito bem aos mais quentes e secos. Por isso, a melhor época para sua plantação é no inverno, com a planta ainda em estado vegetativo. Sua adubação obedece ao calendário de outono.

Se a muda for plantada já florada no verão, recomenda-se regar diariamente por cerca de 10 dias para que sobreviva. E o início ideal no cultivo de hortênsias é com mudas já prontas, pois elas são formadas e adequadas para o plantio.

Também é possível o cultivo de hortênsias em locais mais quentes se forem mantidas em estufas de irrigação. Mas por conta do calor destas estufas, deve-se atentar mais às regas, que precisam de maior frequência para permitir o bom desenvolvimento das plantas.

O melhor abrigo para seu cultivo é em lugares que tenham luz solar de manhã e sombra parcial à tarde.

Não é necessário podar as mudas, a não ser para desenvolver o amento das flores. Mas caso as plantas jovens sejam podadas, a hortênsia pode não produzir flores para a primavera seguinte.

Quando já estiverem adultas e grandes, entretanto, as podas devem ocorrer no período certo do ano conforme a variedade cultivada.

Propagação das mudas

Quando os arbustos de hortênsia são podados, as estacas retiradas podem ser usadas para propagação. As estacas podem ser extraídas da planta mãe durante todo o ano, mas o melhor momento é após o florescimento.

As folhas devem ser aparadas de modo que não danifique as gemas, pois cada estaca deve ter no mínimo duas gemas inteiras sem dano. Elas devem ser postas em areia, casca de arroz carbonizada, vermiculita ou qualquer outro substrato inerte.

O substrato deve ter sua umidade mantida, cobrindo a muda com plástico e regando com frequência. O plástico deve ser removido quando perceber o desenvolvimento das gemas.

Para mover para vasos, eles devem estar preparados com substrato similar ao do plantio. O furo de drenagem precisa ser protegido com geomanta ou brita.

O cultivo deve ser protegido até que passe o frio do inverno, quando pode ser levado para o exterior até iniciar o florescimento.

E aí, o que acha de enfeitar sua casa ou escritório com uma bela muda de hortênsias? Você pode encontrar mudas na floricultura mais próxima ou mesmo online. Com o frio chegando essa pode ser uma ótima opção.

Comente