Início » Organizando » 5 dicas para iluminação de ambientes integrados: veja como não errar nesse ponto da decoração

5 dicas para iluminação de ambientes integrados: veja como não errar nesse ponto da decoração

Confira, aqui, dicas de iluminação para ambientes integrados, para garantir espaços agradáveis e funcionáveis

Ambientes integrados são incríveis, ajudando a dar impressão de espaço amplo, como se o imóvel fosse maior. No entanto, ao apostar nesse tipo de área é essencial dar atenção a um detalhe: a iluminação.

Se não tomar cuidado com ela, há o risco de deixar as áreas escuras. Para evitar esse problema, separamos cinco dicas para iluminação de ambientes integrados. Continue a leitura e confira quais são!

1. Pense no uso dos ambientes

5 dicas para iluminação de ambientes integrados: veja como não errar nesse ponto da decoração

Para definir como será a iluminação dos ambientes, é essencial pensar no uso que fará deles. Por exemplo, em uma sala de estar integrada com a cozinha, a luz branca deve ser predominante nessa última área, porque é um local que demanda mais luminosidade para cozinhar com facilidade.

Que tal entender como incluir uma iluminação sustentável em seu lar?
Confira nossas dicas no post!

Já numa sala de estar integrada com a sala de jantar, a dica é apostar numa mescla de luz branca e amarelada. A branca ajudará a dar pontos de luz em locais que precisam ficar mais claros. Já a amarela tornará os espaços aconchegantes na medida certa para aproveitá-los ao máximo.

A regra é: áreas de trabalho precisam ser mais iluminadas, portanto, concentre luzes brancas nelas. Já áreas de descanso, recepção e descontração ficam mais aconchegantes com luzes amareladas ou neutras.

2. Use luminárias, lustres e arandelas

lustres para ambientes integrados

Uma das formas de distribuir melhor a iluminação artificial pelo espaço é usar luminárias, lustres e arandelas. O ideal é que escolha peças que combinem entre si e com a decoração da área. Assim, é possível garantir unidade visual na decoração, tendo um efeito mais bonito.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Dê uma atenção especial para o material em que essas peças são confeccionadas. Há modelos que provocam efeitos pontuais na iluminação e podem produzir sombras no teto ou na parede. Também há alternativas que esquentam demais.

O ideal é escolher o material que entregue os efeitos que você deseja na decoração. Se possível, antes de comprar a peça visite uma loja para verificar como fica instalada ou confira imagens do fabricante no site da marca.

3. Aposte na iluminação indireta

iluminação indireta em ambientes integrados

A iluminação indireta é aquela que rebate no teto ao invés de ir direto para o piso. Ao utilizá-la, é possível evitar o ofuscamento e se cria um ambiente mais iluminado, confortável e que passa sensação de bem-estar.

Mas como apostar na iluminação indireta, especificamente? O segredo está em utilizá-la em sancas ou atrás de painéis. Outra opção é apostar no uso de arandelas pela área, espalhando-as de forma estratégica.

4. Use dimmers e lâmpadas dimerizáveis

ambientes integrados

O dimmer é um aparelho que possibilita regular a intensidade das luzes das lâmpadas. Mas por que ele é importante? Simples: assim, conseguirá controlar a iluminação por toda a área integrada, mantendo-a na medida ideal na hora do uso.

Por exemplo, vai assistir a um filme na sala de estar? Então, uma luz mais baixa é melhor, para evitar reflexos na tela. Vai fazer uma refeição na sala de jantar? Neste caso, uma luz um pouco mais clara, ainda que amarelada, é a melhor alternativa, para conseguir encontrar itens com maior facilidade.

A lâmpada dimerizável, por sua vez, é a alternativa que possui controle de intensidade do brilho. Além de permitir controlar a luminosidade, também ajuda a reduzir o consumo de energia elétrica.

Trata-se de um tipo de lâmpada que pode ser instalada em qualquer espaço da casa, não somente em áreas integradas. Ao comprar lâmpada dimerizável para seu lar, dê preferência para as de LED, que são mais modernas e duráveis.

5. Invista em plafons para uma iluminação moderna

uso de plafons na iluminação de ambientes integrados

O plafon é um tipo de luminária com formato versátil, que é capaz de produzir uma iluminação indireta, direta ou difusa, de acordo com o material, design da peça, lâmpada, entre outros detalhes.

Uma sugestão que vale a pena para ambientes integrados são os plafons de sobrepor, que ajudam a criar uma luz homogênea e suave que se estende pelos ambientes diferentes.

Para complementar ainda mais a iluminação e ter um resultado melhor e mais bonito, recomenda-se que utilize spots de embutir na cor branca pelo teto, de forma a cobrir eventuais locais que ficaram sem luz.

Também dá para combinar o plafon com o uso de lustres e pendentes, como no uso destas peças sobre a mesa da sala de jantar, ajudando a dar um ponto de luz direta à mesa.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário