Início » Raças de Cachorro - Tipos e Características » Labrador: história, cuidados, temperamento, características e mais!

Labrador: história, cuidados, temperamento, características e mais!

Conhecido como um dos cachorros mais populares e amados no Brasil, o labrador é simpático, dócil, carinhoso, brincalhão e lembrado por ser a raça dos cães guia. A cor mais vista dele é a caramelo, porém existe também na cor marrom e preta.

Sua principal paixão é água, portanto, se você adora aventuras ou ir para lagos, levar seu companheiro pode ser uma ideia bem divertida. São cachorros lembrados também pela sua falta de agressividade ou timidez.

Veja aqui informações completas sobre essa raça, como é seu comportamento, curiosidades, história e tudo que precisa saber sobre esse leal amigo.

História do labrador

Labrador: história, cuidados, temperamento, características e mais!

O Labrador veio de Terra Nova, uma ilha pertencente ao Canadá, sendo uma mistura entre o Terra Nova e o Cão D’Água, que posteriormente originou o cão d’água de St John (já extinto), posteriormente surgindo o labrador.

Posteriormente ele foi exportado para outros lugares do mundo, sendo assim a forma que conhecemos hoje a que prevaleceu. Foi sua exportação para a Inglaterra que salvou a raça, visto que no Canadá havia muitas restrições e impostos por parte do governo, sendo extinto no local no ano de 1880.

Eles tem esse nome por serem cachorros usados para trabalho e pesca, ajudando no início a recuperar os peixes que haviam caído das redes.

Principais características da raça

As cores padrões do labrador são o preto, amarelo e chocolate. O preto costuma ter essa cor padrão, enquanto o amarelo pode ir do creme até o avermelhado, já os amarronzados podem ter uma cor mais escura ou mais clara.

  • Altura do macho: 56 até 57 cm;
  • Altura da fêmea: 54 até 56 cm;
  • Peso do macho: 25 até 30 quilos;
  • Peso da fêmea: 25 até 30 quilos.

O labrador costuma viver entre 10 até 14 anos.

Temperamento do Labrador

Labrador: história, cuidados, temperamento, características e mais!

São lembrados por quase nunca serem agressivos, latirem pouco, requisitados como cães de companhia, mas, precisam de muito treinamento e firmeza porque são teimosos e bagunceiros, tudo isso sem perder a meiguice.

Precisam estar sempre em companhia, fazer exercícios físicos para diminuir sua energia acumulada e estar sempre ocupado. É um cachorro muito inteligente e que aprende facilmente.

São muito indicados para crianças, principalmente porque são pacientes, leais, calmos e muito pacíficos, nunca cansando de brincadeiras e longas caminhadas. Há quem se ilude de que pode ser usado como cão de guarda pelo seu tamanho avantajado, porém seu temperamento dificulta essa função, já que são muito simpáticos.

Características físicas

Possuem a pelagem curta e com um pouco de oleosidade, o que lhe deixa sempre bem aquecido, facilitando na hora de flutuar e secar os pelos.

Ele é conhecido por poder identificar pessoas soterradas em avalanches até dois metros abaixo da neve. São destaque por sua habilidade aquática (principalmente pela presença de uma membrana interdigital em suas patas, que torna o nado mais rápido) e também pela sua memória visual excelente, lembrando-se de pontos específicos de um trajeto.

Possuem uma estrutura forte, ombros longos, joelhos angulados e patinhas arredondadas. A cabeça e o focinho são largos, seu maxilar e dentes são fortes, os olhos costumam ser amarronzados ou avelãs.

O rabo costuma ser grosso na base e ficando fino até sua ponta, parecendo até mesmo arredondo. Perdem muito pelo por ser curto, ademais, essa queda fica mais acentuada duas vezes durante a troca de pelagem, porém facilmente controlada com escovação ou produtos específicos.

Cuidados com o labrador

Labrador: história, cuidados, temperamento, características e mais!

É uma raça que não exige tantos cuidados, principalmente porque não é necessário tosar seu pelo. Porém por gostarem muito de água é preciso ficar atento ao acúmulo de resíduos em sua pele, sendo aconselhado banhos de água doce para a remoção.

Labradores devem tomar banho a cada dois meses se não estiverem muito sujos, porém, é sempre indicado conversar com seu veterinário e verificar seu caso em específico. Suas unhas também devem ser aparadas com frequência, visto que crescem rapidamente.

Limpar bem os ouvidos do labrador é obrigação, principalmente porque enfrentam muitas otites por causa da água no local – evite esfregar o canal auditivo. Os dentes dos labradores devem ser escovados no mínimo 3 vezes na semana, caso contrário, terão tártaro e bactérias.

Outro ponto do corpo do labrador que merece atenção são seus cotovelos que podem criar calos (é comum!), principalmente por se deitarem em locais duros como madeira ou concreto. É preciso ficar de olho caso saiam do esperado.

A alimentação do labrador deve ser balanceada e nutritiva, principalmente porque é um cão muito ativo e brincalhão, perdendo muita energia. Não é recomendado que comida de humano seja dada a ele, a menos que sejam frutas e legumes.

O labrador pode sofrer bastante com displasia de quadril, uma doença genética que causa má formação na articulação do quadril durante seu crescimento, o que pode causar artrite, por isso é importante ter atenção.

Filhotes de labrador

Labrador: história, cuidados, temperamento, características e mais!

Os filhotes de labrador costumam vir em ninhadas de 6 até 8 filhotes, que costumam ficar com seus criadores até suas oito semanas. Até os seus 3 anos de idade, os labradores costumam ser muito agitados, portanto, é bem comum que comam móveis, meias ou qualquer coisa que encontrem pela frente.

Podem ser encontrados à venda pelo preço variável de R$400 até R$2 mil reais, porém, antes de comprar um labrador, dê uma boa procurada em abrigos, existem vários deles lá que precisam de carinho e uma família amorosa.

Comente