Início » Plantando » Como fazer muda da rosa-do-deserto? Veja método correto usando a folha e galho dessa planta

Como fazer muda da rosa-do-deserto? Veja método correto usando a folha e galho dessa planta

Confira, aqui, como fazer muda da rosa-do-deserto para propagar essa planta de maneira simples e econômica!

Dá para fazer muda da rosa-do-deserto em casa, de forma simples, conseguindo propagar a planta em vasos ou em seu jardim. Mas, afinal, como fazer essas mudas?

A seguir, apresentamos qual o método correto usando folha e galho da planta. Continue a leitura e descubra como fazer muda da rosa-do-deserto!

O que você precisa saber sobre fazer muda da rosa-do-deserto?

Como fazer muda da rosa-do-deserto? Veja método correto usando a folha e galho dessa planta

Esse tipo de planta deve passar por podas frequentes, o que ajudará a engrossar seu caudex, que é o caule / tronco da rosa-do-deserto. Além disso, contribuirá para a renovação da planta, estimulando seu florescimento.

Você PRECISA ler:
Como cuidar da rosa-do-deserto?

No entanto, não precisa jogar folhas e galhos da poda fora. É justamente eles que serão reaproveitados para fazer as mudas em casa. Assim, conseguirá propagar a planta em vasos ou jardim de maneira econômica e simples.

Passo a passo para fazer muda de rosa-do-deserto

muda de rosa-do-deserto

O processo de fazer muda de rosa-do-deserto é mais simples do que muitos pensam. A seguir, apresentamos um passo a passo para te guiar, reduzindo a possibilidade de erro:

  1. Faça a poda da rosa-do-deserto que já possui. Utilize uma tesoura de poda, que é mais segura e realiza o trabalho corretamente. Separe os galhos e folhas cortados, desde que estejam em bom estado (verdes e sem sinais de ressecamento ou apodrecimento);
  2. Passe um pouco de canela em pó na parte cortada dos galhos e das folhas. Então, reserve-os por três dias em um local longe do sol. Esse cuidado evitará que galhos e folhas percam totalmente sua umidade. Além disso, evitará o surgimento de fungos e possibilitará que a planta absorva a água rapidamente após o plantio;
  3. Depois dos três dias, tire todas as folhas do galho e corte sua gema apical. Este é um passo importante, porque a retirada das folhas do galho evita que a rosa-do-deserto gaste água e nutrientes para mantê-las hidratadas. Dessa forma, ela conseguirá direcionar energia para a fabricação de raízes novas;
  4. Faça a otimização do enraizamento, para ter maiores chances de sucesso. Para isso, basta deixar os galhos da planta no enraizador por cinco minutos. Depois disso, passe canela em pó nas partes cortadas, o que ajudará na cicatrização do tecido do galho. A canela em pó também tem ação bactericida e fungicida;
  5. Escolha onde plantará o galho da rosa-do-deserto. Dá para fazer isso em um vaso ou diretamente na terra de seu jardim, desde que seja fértil, rica em nutrientes e tenha boa capacidade de drenagem, para que não fique pastosa ou compacta. Você também pode plantar em substrato. Inclusive, existem alguns que são próprios para cultivo da rosa-do-deserto;
  6. Afunde os galhos da rosa-do-deserto de quatro a cinco centímetros na terra ou substrato;
  7. Se optar por fazer a criação da muda em vaso, deixe-o à meia sombra, isto é, que receba sol somente no começo da manhã ou final da tarde. O local deve ser bastante iluminado;
  8. Faça a rega inicial, que deve ser moderada. Nos próximos dias, a dica que é verifique se a terra ou substrato está ficando seco antes de fazer a rega. O ideal é que não o deixe secar, antecipando-se a isso com uma rega.

Pronto! Agora é só aguardar de 30 a 60 dias para que o galho comece a apresentar sinais de enraizamento, com desenvolvimento da muda da rosa-do-deserto.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Como saber se o processo deu certo e você tem uma muda?

várias mudas de rosa-do-deserto

Simples: quando surgirem novas folhas no galho, isso é um sinal de que a estaca está enraizada, portanto, você tem uma muda da rosa-do-deserto.

Um detalhe importante: se for usar substrato para plantio, não utilize o de húmus de minhoca, pois pode deixar a matéria orgânica pastosa com o passar do tempo, prejudicando o crescimento da planta.

Se preferir, existe a possibilidade de fazer o seu próprio substrato. Para isso, use carvão triturado ou palha de arroz carbonizado e pínus triturado, ambos de dois a três centímetros de tamanho.

Outro ponto importante é sobre a rega! Não exagere na quantidade de água, pois se o solo ficar encharcado há uma grande chance de apodrecimento das raízes da muda ou do surgimento de pragas e doenças. O ideal é que a terra ou substrato fique úmido, somente.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Redatora com anos de experiência e atuando no HomeIT desde 2022. Possui textos publicados em grandes sites sempre com informações completas, técnicas de apuração e SEO.

Deixe seu comentário