Início » Plantando » Como plantar jiboia? Aprenda os cuidados CRUCIAIS para um cultivo saudável dessa exuberante espécie

Como plantar jiboia? Aprenda os cuidados CRUCIAIS para um cultivo saudável dessa exuberante espécie

Já mencionamos muito sobre essa planta em vários posts, mas ela merece um texto só para si. Assim, hoje você vai aprender a plantar jiboia e ter certeza de que essa é uma das plantas domésticas mais fáceis de cultivar e que trará um charme diferenciado à sua casa.

A jiboia faz parte do gênero Epipremnum – é uma entre oito espécies – e é popularmente conhecida por suas folhas em formato de coração, de coloração verde e manchas amareladas.

Entenda como fazer o plantio correto da jiboia, além dos cuidados necessários para que ela cresça de forma saudável.

O que você precisa saber antes de plantar jiboia

jiboias em vasos brancos

Chamada também de hera-do-diabo – provavelmente esse nome vem pelo fato de essa planta ser muito difícil de matar, além de recuperar-se mesmo após períodos de negligência –, a jiboia é uma planta indicada para iniciantes na jardinagem.

Não somente isso, essa espécie, para muitos, é tida como protetora e sagrada.

Outra vantagem da presença dela, em especial dentro de casa, é a capacidade de filtrar o ar, transformando o dióxido de carbono em oxigênio.

Um ponto importantíssimo sobre a planta jiboia é que ela é tóxica, caso ingerida. Logo, sugere-se que ela fique longe de crianças e animais de estimação para prevenir acidentes.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Com tudo isso em mente, você pode agora conhecer os detalhes para o cultivo da jiboia.

Solo ideal

jiboia em vaso

Para início de conversa, é interessante usar um solo rico em matéria orgânica. O substrato deve ser úmido, mas com uma boa camada de drenagem.

Para isso, use argila expandida, brita ou cascalho, estando abaixo de uma manta bidim.

Além disso, procure adicionar composto ou húmus de minhoca de três em três meses como forma de manter a terra bem adubada.

Iluminação

planta jiboia no banheiro

O tipo de iluminação ideal para a jiboia é a indireta, ou seja, ela não tolera estar sob sol pleno – sol direto pode queimar e até branquear as folhas. Portanto, uma alternativa é colocá-la perto de alguma janela, como da sala de estar ou do próprio quarto.

Ter essa luz correta sobre ela fará com que a planta cresça mais rápido e de forma mais saudável. Em locais mais escuros, ela pode crescer, mas com mais lentidão e, curiosamente, com menos chances de desenvolver manchas amareladas.

Inclusive, a planta não suporta altos níveis de umidade – temperaturas baixas podem prejudicar a plantinha. 

Regas

jiboia cultivada na água

Juntamente com um recipiente com boa drenagem, a rega da jiboia é simples. Regue quando o topo do solo estiver seco – você pode fazer o teste do dedo para verificar se é necessário ou não irrigar.

Nunca deixe a planta encharcada! Essa planta, como é de baixa manutenção, pode sofrer com o excesso de água, pois as raízes podem apodrecer.

Durante a primavera e verão, por exemplo, cuidado para não exagerar. Uma vez a cada duas semanas está de bom tamanho!

Podas

pessoa fazendo poda de jiboia

A jiboia é um tipo de planta que se espalha facilmente, então sugerimos que você faça a poda para aparar os ramos.

Esse processo deve ser feito na primavera, retirando folhas mortas e amareladas, fazendo uso de uma tesoura de poda.

Como plantar jiboia?

mudas de jiboia

É simples de plantar essa espécie, pois ela é muito adaptável ao espaço onde for colocá-la.

Tanto em vasos quanto na água, siga o seguinte: faça uma muda cortando (em diagonal) a ponta de um ramo da jiboia que possua de 4 a 6 folhas.

De início, coloque esse ramo em um recipiente com água até que as raízes comecem a aparecer. Para isso, deixe-a em um local iluminado (mas sob sol indireto).

Logo mais, quando perceber que as raízes já cresceram, em média, uns 5 centímetros, faça a transferência da muda para um vaso.

Como dito anteriormente, lembre-se de que como o substrato precisa ser para que sua plantinha se desenvolva bem!

E pronto! Você pode incorporar um bambu ou estaca de fibra de coco no meio do vaso para que a jiboia vá se entrelaçando.

Em vasos, a plantinha ficará pequena e discreta, contudo, se optar por usar como opção pendente, saiba que os caules e folhas serão o ponto de destaque da decoração, virando uma espécie de cortina verde lindíssima.

Jiboia na decoração: onde colocar?

planta jiboia em quarto

Pela versatilidade da jiboia, a planta é perfeita na decoração de qualquer cômodo da casa, valendo-se de que ela não deve ficar próxima de crianças e pets pela sua toxicidade. 

Caso não tenha animais ou crianças em casa, você pode arriscar ainda mais na disposição da plantinha.

Em prateleiras e estantes em um home office, por exemplo, a jiboia fica linda, ainda mais se estiver sobre escrivaninhas e cômodas.

Na sala de estar, é uma ótima companhia perto da janela, mas também cai bem acima de sofás e poltronas. A planta combina com outras espécies, como a espada-de-São-Jorge e suculentas em geral, assim elas podem ficar juntinhas sem problemas.

Por outro lado, na cozinha, há um cuidado: não a deixe perto do fogão ou outro local que gera muito calor. Além do calor, a gordura dos alimentos pode acabar indo para a planta e fazer com que ela perca sua força para se desenvolver.

Nesse ambiente, um local adequado seria em cima da geladeira, porém procure sempre ficar de olho na jiboia e ter certeza de que ela está saudável.

Por último, nos quartos, a planta é bem-vinda em prateleiras, como decoração de penteadeiras ou mesmo em suporte na parede.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Editora do Homeit.com.br, Bellezamoderna.com.br e Revendedor.com.br. Graduada em Comércio Internacional (UCS/RS), Marketing Digital (SENAC/RS) e atualmente estudando Ciências Biológicas (UNINTER). Fluência em Inglês e estudando Espanhol no momento. É apaixonada por palavras, natureza, tornados, heavy metal e psicologia criminal.

Deixe seu comentário