Magnólia: Características, Como Cultivar e Mais

Magnólias são plantas floridas muito utilizadas em paisagismo em razão de suas flores grandes e seu perfume marcante. Eles possuem mais de 80 espécies naturais, sendo que algumas delas se encontram à beira da extinção. Esta planta pertence à família das Magnoliaceae e o nome do gênero foi dado por Charles Plumier em homenagem ao botânico francês Magnol Pierre.

Por possuírem diversas espécies, as magnólias possuem várias diferenças, principalmente quanto ao tamanho. Assim, elas podem ser classificadas como árvores, arvoretas e arbustos que variam de 30 metros à 1,5 metro.

Elas são originárias da Ásia, mais especificamente da China e do Japão, porém estão bem adaptadas à outras regiões com climas tropicais e temperados. Uma curiosidade sobre estas flores é a de que se acredita que elas tenham sido as primeiras a surgirem no mundo, principalmente em razão do sistema reprodutor e anatômico primitivo que elas possuem. Porém este fato ainda não foi confirmado.

Qual o significado

Magnólia: Características, Como Cultivar e Mais

Os significados destinados à essa flor são variados. Por exemplo, dependendo da tonalidade da flor, ela terá significados diferentes. A branca representa pureza e perfeição, enquanto a rosa significa juventude e inocência, já a roxa representa a saúde e a sorte.

Outros significados podem ser dados à magnólia de acordo com a região em que se encontram. No Japão ela é conhecida como a flor sublime e representa o amor pela natureza. Na China a flor é símbolo de pureza e nobreza.

No geral, o significado destas flores está sempre ligado ao amor pela natureza, simpatia, nobreza, dignidade e doçura. Além de representarem a esperança e a perseverança. Por suas características únicas, outro elemento relacionado à magnólia é a de força da vida. Por esse motivo, pode representar o nascimento.

Características da magnólia

A grande variação de espécies confere à planta algumas diferenças quanto à coloração de folhas e flores, formato e, principalmente, tamanho.

Ela possui desde de espécies com características de arbustos, atingindo poucos metros de altura, arvoretas e árvores, com até 30 metros de altura. Quanto às folhas, os tons variam do verde escuro ao verde claro e são bem duras e resistentes.

Existem espécies consideradas caducifólia ou semidecídua, significando que perdem suas folhas durante o inverno. Porém são conhecidas por manterem um aspecto saudável durante essa fase. Há algumas espécies que tem folhas persistentes como a Magnólia Grandiflora. Os troncos possuem uma cor acinzentada com ramos curvos e sinuosos.

As flores costumam ter um cheiro agradável e marcante. Seus formatos irão depender da espécie de magnólia cultivada. Algumas possuem um formato semelhante à tulipa como a Magnólia Liliflora, enquanto outras possuem flores mais abertas como a grandiflora. Apesar das diferenças, as flores não possuem pétalas distintas ou sépalas. Na verdade, suas flores possuem como estrutura tepals.

A coloração das flores varia entre o branco, rosado, creme e arroxeadas, modificando conforme a espécie escolhida. Como semelhança entre as espécies temos que a floração ocorre na primavera e verão, podendo ter algumas flores também durante o inverno.

Tipos de encontrados

Magnólia: Características, Como Cultivar e Mais

Os principais tipos encontrados são a Magnólia Liliflora (arbusto) e a Grandiflora (árvore). Porém existem diversos outros tipos, tais como:

  • Magnólia Apontada (pepino);
  • Magnolia Zybolda;
  • Magnolia Kobus;
  • Magnolia Lebner;
  • Folha Grande Magnólia;
  • Magnolia Officinalis;
  • Estrela Magnólia;
  • Magnolia Nude;
  • Magnolia Umbelliferous;
  • Magnolia Sulanza.

Como cultivar?

Recomenda-se o cultivo em uma área com grande incidência solar. Escolhido o local, basta cavar uma cova com proporções maiores do que o torrão que será transplantado e transferir a muda. Ela também pode ser cultivada por meio de estaquia: cultivar pedaços de ramos da magnólia para que gerem brotos desse ramo. A melhor época para o processo é a primavera.

O solo ideal para serem cultivadas é em terreno argiloso, de neutro à ligeiramente ácido e permeável, não encharcado. É preciso que a região seja fértil para que a planta receba os nutrientes necessários. Para melhorar a qualidade do solo, ele pode ser enriquecido com adubo orgânico, areia grossa e NPK rico em fósforo, principalmente em épocas em que há floração.

Os cuidados com a magnólia são poucos. O solo deve ser mantido úmido, tomando cuidado para que não fiquem encharcados demais ou muito ressecados. Com relação às podas, elas podem ser realizadas quando a planta ainda for jovem para auxiliar a dar a forma desejada à planta, direcionando seu crescimento. Quando adulta, as podas de limpeza são necessárias sempre que existirem galhos secos para mantê-la saudável. Porém, as podas de contenção em plantas adultas devem ser feitas com extremo cuidado e apenas em galhos mais fracos.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply