Início » Organizando » 7 erros que você DEVE EVITAR ao planejar um quarto de bebê

7 erros que você DEVE EVITAR ao planejar um quarto de bebê

Planejar um quarto de bebê requer muita atenção para evitar alguns erros bastante comuns de vários papais e mamães, especialmente os de primeira viagem.

Se esse é o seu caso, estamos aqui para lhe ajudar! Com dicas da arquiteta Patricia Miranda, do escritório Raízes Arquitetos, a profissional mostra quais erros você precisa evitar na hora de montar esse cômodo tão importante.

Confira agora mesmo o que você deve considerar para a nova rotina que se seguirá com a chegada do bebê! 

Erro 1: Deixar a segurança em segundo plano

berço de madeira e parede verde em quarto infanil
Foto: Cacá Bratke

Claro, entendemos a ansiedade que planejar um quarto de bebê traz, afinal, queremos tudo da forma mais bela e perfeita.

No entanto, optar por móveis e acessórios somente porque agradam os olhos é errado, já que podem negligenciar a segurança do ambiente.

Segundo Patricia, “é fundamental garantir que todos os móveis e equipamentos atendam aos padrões de proteção, como berços com grades adequadas, móveis estáveis e sem riscos de queda, além de detalhes como a proteção das tomadas”.

Uma dica é apostar em elementos com formas arredondadas para prevenir machucados.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Erro 2: Exagerar na quantidade de móveis

quarto de bebê organizado com poucos móveis

Esse é um dos grandes erros na hora de planejar um quarto de bebê, mas sabemos bem que tal equívoco vem justamente da emoção dos pais em querer tudo do jeito que sempre imaginaram.

Porém, entenda que o excesso de móveis prejudica os movimentos dos pais e da própria criança e traz uma sensação de aperto.

Para a arquiteta, é importante priorizar os móveis essenciais e evitar a sobrecarga.

Erro 3: Não valorizar as prateleiras

prateleiras em quarto infantil
Foto: Cacá Bratke

Especialmente em quartos pequenos, o uso vertical do ambiente é excelente para a otimização e ainda traz dinamismo aos cuidados com o bebê.

Ademais, as prateleiras são úteis para estimular o desenvolvimento da criança conforme ela vai crescendo.

Versáteis e multifuncionais, as prateleiras são bem-vindas num projeto de quarto de bebê para dispor livros e brinquedos, por exemplo, deixando tudo muito mais organizado e acolhedor.

Erro 4: Optar pela iluminação errada

quarto de bebê com parede em verde-sálvia

Assim como em qualquer ambiente da casa, ao planejar um quarto de bebê, o foco na iluminação é crucial, pois a escolha errada afeta diretamente a qualidade do sono da criança e também nas atividades do cotidiano.

“Sempre procuro elaborar uma combinação de luzes suaves para atender as diferentes necessidades. As fontes mais brilhantes e diretas causam desconforto aos pequenos”, aponta a arquiteta.

Uma sugestão é modelos de iluminação suave e que possuam regulagem de intensidade.

Veja também:
Qual é a melhor iluminação de apoio?

Erro 5: Não ter espaço de armazenamento suficiente

quarto de menino decorado

Durante os primeiros meses de vida de uma criança, o foco na organização precisa ser altíssimo, pois a rotina é extremamente corrida.

Desse modo, ter pouco espaço para acomodar todas as roupinhas, fraldas e itens necessários para o bebê é sinônimo de desorganização e bagunça num piscar de olhos.

Patricia comenta que deve-se selecionar um mobiliário que ajude a deixar o quarto sempre em ordem.

Erro 6: Escolher cores inadequadas e problemas na disposição dos móveis

espaço neutro de quarto infantil
Foto: Cacá Bratke

São dois pontos que afetam o humor e o sono do seu bebê. Portanto, para planejar esse ambiente, evite cores muito vibrantes ou escuras. Você pode até usar cores intensas se quiser uma atmosfera mais alegre, incluindo os tons em detalhes – faça isso com equilíbrio.

A profissional sugere sempre seguir uma paleta de cores mais suave e relaxante.

Já na decoração, Patricia orienta que os móveis precisam contribuir para a rotina: “os móveis são projetados com o objetivo de simplificar o dia a dia dos pais, oferecendo praticidade, conforto, durabilidade e facilidade de uso e limpeza”.

Erro 7: Não planejar para o futuro

quarto de bebê com parede em tom suave

O bebê cresce com rapidez e as necessidades dele mudam da mesma maneira. Com base nisso, os pais devem considerar que o ambiente também deve seguir essas mudanças, como o uso de móveis ajustáveis.

A decoração também precisa ser fácil de ser adaptada conforme o bebê cresce. Ou seja, tudo isso favorece um cômodo seguro, acolhedor e funcional.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Editora do Homeit.com.br, Bellezamoderna.com.br e Revendedor.com.br. Graduada em Comércio Internacional (UCS/RS), Marketing Digital (SENAC/RS) e atualmente estudando Ciências Biológicas (UNINTER). Fluência em Inglês e estudando Espanhol no momento. É apaixonada por palavras, natureza, tornados, heavy metal e psicologia criminal.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.