Início » Jardinagem » Como cuidar das rosas; as melhores dicas para elas durarem mais em seu jardim

Como cuidar das rosas; as melhores dicas para elas durarem mais em seu jardim

Veja dicas sobre como cuidar de rosas e fazer com que durem mais em seu jardim, deixando-o bonito por mais tempo!

As rosas ajudam a colorir e dar vida ao jardim. Além disso, tornam o ambiente perfumado e complementam o projeto paisagístico com muito mais charme.

Possui essas flores em seu jardim ou deseja cultivá-las, mas não sabe como cuidar das rosas? Esta tarefa é mais simples do que muitos pensam! A seguir, damos as melhores dicas para lhe ajudar. Acompanhe!

Como funciona a poda das rosas?

como podar sua roseira
como podar sua roseira

A poda é um dos principais processos de manutenção das rosas e de seu jardim. Há dois tipos principais, a poda de formação e a de limpeza.

Esses dois tipos de poda devem ser feitos com tesoura específica para esse fim. A ferramenta deve estar limpa e afiada, para não esmagar o tecido vascular da roseira. Se isso acontecer, facilita-se a entrada de fungos na planta, provocando doenças.

O corte de poda da roseira deve ser diagonal, sempre. Na poda de formação, o foco é dar à roseira um formato equilibrado e produtivo, de modo a facilitar a circulação de ar pela planta.

Recomenda-se realizar a poda de formação uma vez por ano, de preferência no inverno. Neste caso, retira-se ramos fracos, doentes e cegos, que são os que não tem mais gema para florescer.

Já na poda de limpeza, o objetivo é retirar ramos improdutivos ou mortos. Deve ser feita sempre que identificar flores e folhas murchas. Para realizá-la, basta identificar a gema ou nó para fazer o corte.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Para identificá-los é simples, basta verificar um ponto grande, não tão protuberante e sem ponta afiada. Portanto, são diferentes de espinhos. Faça o corte a um ou dois centímetros da gema, na diagonal, no sentido contrário dela.

Assim, a água de regas e da chuva não se acumulará e há um menor risco de desenvolvimento de fungos e doenças.

Como e quando regar a roseira?

Como e quando regar a roseira
Como e quando regar a roseira

A roseira precisa de rega constante, mas é muito importante não deixar a terra encharcada. Se optar por cultivá-la em vaso, o recipiente deve ter boa drenagem.

E quando fazer a rega? O ideal é que verifique se a terra está úmida. Caso não esteja, faça o procedimento. De maneira geral, recomenda-se a rega de uma a duas vezes por semana no inverno, de duas a três vezes por semana no verão.

Onde manter e cultivar rosas?

A indicação geral é que a roseira receba sol direto. Logo, evite sombras, cantos escuros e ambientes internos. Caso cultive em vasos e dentro do imóvel, o ideal é que os recipientes fiquem em um local com incidência de sol.

Cuidar de rosas
Cuidar de rosas

A temperatura ideal para o desenvolvimento correto da roseira é amena, portanto, nem tão frio e nem calor extremo. Se plantar em vaso e identificar que a temperatura do local em que o deixou está alta, faça a transferência para uma área amena.

Preciso adubar a roseira?

Como adubar a roseira
Como adubar a roseira

A adubação é importante para que a roseira tenha nutrientes essenciais para florescer, mas o excesso de adubo é muito tóxico à planta. Se adubar demais, há o risco de queimar a raiz e a roseira começa a murchar.

Esse risco é menor se usar adubo orgânico. Se optar pelo químico, recomenda-se que siga fielmente as orientações do rótulo do produto, para não ter problemas.

O adubo orgânico age de forma lenta, mesmo que utilize uma dose maior que a recomendada. Portanto, não será prejudicial para a roseira. Isso não acontece com os adubos químicos.

Entre os melhores adubos orgânicos para roseira, destaque para a farinha de osso, que tem uma maior quantidade de fósforo. Este nutriente favorece o crescimento e florescimento da roseira.

Ainda sobre os adubos, evite usar matéria orgânica que não esteja bem curtida. Neste caso, o adubo atrai bichos para a planta, além de deixar o local com mau cheiro.

Como evitar e tratar pragas e doenças na roseira

Como evitar pragas na roseira
Como evitar pragas na roseira

As doenças mais comuns na roseira são provocadas por fungos como o míldio, oídio, pinta preta, ferrugem e Botrytis. Eles surgem com o excesso de umidade, por isso é importante evitar o uso de muita água nas regas.

Para combater esses problemas é só utilizar fungicidas específicos para roseira, com pulverizações feitas de maneira regular.

Já entre as pragas, as mais comuns são os ácaros, larvas minadoras, cochonilhas e pulgões. O uso de inseticidas registrados para cultivo de rosa são as melhores alternativas para tratamento.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário