Modelos de sanca – Qual escolher

Existe uma forma de acabamento de gesso que se usa entre o teto e as paredes que pode servir tanto como um método decorativo como uma forma conjugada com a iluminação de um ambiente. Estamos falando das sancas.

A sanca faz com que um cômodo seja sinônimo de modernidade e sofisticação e é um elemento muito popular entre os designers de interiores. Por ser de gesso, a sanca pode ter características diversas, assim como formatos e tipos de iluminação distintas.

Conheça os modelos de sanca, qual é a melhor para seu lar e o preço médio de instalação!

Principais modelos de sanca

A sanca tem como funcionalidade principal trazer elegância para um determinado ambiente, mas também serve para todos aqueles que buscam uma instalação de pontos específicos de iluminação, podendo esconder todos os fios e ligações elétricas, deixando o local mais limpo e organizado.

Sancas

Sem esquecer, a sanca pode ser usada para complementar o forro, mas é preciso saber como valorizar o estilo de decoração geral do espaço e o tipo de iluminação usada. Sua versatilidade, cabe salientar, faz com que a sanca se adapte a todos os tipos de decoração desde a tradicional até a moderna!

Por isso, conheça hoje os melhores modelos de sanca antes de definir qual será o escolhido para o seu lar:

  1. Sanca fechada:

A sanca fechada é o modelo de sanca que tem acabamento fechado nas laterais, isto é, é um tipo de acabamento mais simples já que a ausência de aberturas faz com que a instalação de spots de luz seja feita na própria moldura.

Nesse caso, é uma proposta ideal para quem busca uma iluminação direta através de spots ou luminárias embutidas.

  1. Sanca aberta:

Ao contrário da sanca fechada, a sanca aberta é aquela que possui uma abertura na parte central, o que permite o trabalho de uma iluminação interna. Isso faz com que haja a criação de uma luz indireta, criando um ambiente mais intimista e acolhedor.

O gesso fica aparente com um vão no teto – é ali que a iluminação é aparente e proporciona a iluminação indireta.

  1. Sanca invertida:

Como você pode imaginar pelo nome, a sanca invertida é aquela que cria uma sensação de que o teto é flutuante, pois esse modelo fica afastado em torno de 15 centímetros da parede.

Assim, a sanca invertida é similar à sanca aberta, porém a invertida tem o diferencial de ter sua abertura voltada para a parede – a luz irá bater direto na parede.

Com esses modelos de sanca, você tem uma ideia de como esse elemento pode ter um destaque bacana na decoração do seu projeto de interiores.

Sancas

Dicas de modelos de sanca para vários ambientes

É possível aproveitar a sanca em diversos ambientes de seu lar, basta saber qual é o melhor modelo (e a melhor forma de iluminação) para cada um deles!

Abordando primeiramente o problema da iluminação, é necessário saber que a escolha errada pode afetar drasticamente o ambiente. Quando correta, a luz trará estilo e conforto ao espaço – mas quais são as iluminações mais indicadas para as sancas?

  • Fitas de LED;
  • Lâmpadas fluorescentes tubulares;
  • Spots embutidos.

Em sancas invertidas, a melhor dica é o uso de fitas de LED. Outra consideração a ser feita é que a altura do pé direito deve ser verificada, já que quanto maior restrição nele, menor a lâmpada deverá ser.

Sancas

Antes de decidir pelo uso da sanca de gesso, confira se esses modelos são os melhores para o seu espaço – caso tenha dúvidas, consulte um profissional. Mas siga essas dicas:

  • Escolha um ponto de destaque para a sanca: você pode revestir somente um ponto do ambiente do que ele por inteiro para dar ainda mais destaque, como a mesa de jantar ou a bancada, por exemplo;
  • A altura do ambiente é um fator fundamental, pois a sanca diminui a amplitude do cômodo;
  • A iluminação indireta garantirá um ambiente mais sofisticado, enquanto que a direta dá um ar mais moderno.

Como a sanca pode incrementar ainda mais a decoração de um ambiente, é possível trabalhar com uma iluminação colorida ou ainda com uma sanca com diferentes texturas, mas cuidado para não exagerar na poluição visual.

Em resumo, a sanca fechada é um modelo bem mais indicado e que combina mais com ambientes minimalistas e clean. Já a sanca aberta e invertida são voltadas para ambientes com decoração moderna, receptiva e refinada.

Em cozinhas e banheiros, por exemplo, o modelo de sanca fechada é o mais recomendável para melhorar a visibilidade. Para salas de estar, a sanca aberta ou invertida são boas opções para dar aconchego.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply