Início » Pets » 6 sinais que seu cachorro pode estar doente: saiba como identificar e o que fazer o mais rápido possível

6 sinais que seu cachorro pode estar doente: saiba como identificar e o que fazer o mais rápido possível

Descubra, aqui, quais são os seis sinais que indicam que seu cachorro pode estar doente e veja o que fazer ao identificá-los

Assim como qualquer pet, o cachorro não está livre de ficar doente, infelizmente. Quando isso acontece, ele dá sinais de que algo não vai bem e é importante acompanhá-los para buscar tratamento o quanto antes.

Não conhece quais são esses sinais que indicam que o cachorro pode estar doente? Sem problemas, a seguir, preparamos uma lista com os seis mais comuns que funcionam como um alerta. Continue a leitura e confira quais são!

1. Falta de apetite

6 sinais que seu cachorro pode estar doente: saiba como identificar e o que fazer o mais rápido possível

Na maioria das vezes que o cachorro está doente, ele não quer comer. Normalmente, a inapetência (ausência de apetite) ocorre em casos de dor, febre, alterações renais e hepáticas, infecções, doença do carrapato, entre outros problemas.

É fundamental que você leia:
Como saber se o seu cachorro é feliz?

A falta de apetite deve ser investigada assim que identificada. Desse modo, é possível tratar a causa e evitar que o pet enfrente deficiências nutricionais. Para diagnóstico, o veterinário analisa a presença de outros sintomas, como a prostração e vômito.

2. Alteração no consumo de água

cachorro tomando água

De maneira geral, o cachorro bebe uma quantidade regular de água durante o dia. Em situações específicas, como depois de atividades físicas, pode ser que o pet beba mais água para manter sua hidratação.

Essa variação é comum, mas quando você perceber que seu cachorro está bebendo água demais ou uma quantidade menor nos últimos dias, desconfie, pois isso pode ser um sinal de problema.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

O aumento do consumo de água pode indicar alterações hormonais (diabetes e hiperadrenocorticismo), renais e hepáticas, bem como infecções em geral.

Já a redução da ingestão hídrica pode ser um sinal de que a água está com qualidade comprometida ou o bebedouro está sujo. Se não houver reposição de água, o cachorro pode ficar desidratado, o que provoca olhos fundos, letargia, fraqueza, entre outros problemas.

A princípio, é importante experimentar dar outra água para o cachorro, como a filtrada, e lavar com maior frequência seu bebedouro. Se isso não resolver, leve-o ao veterinário.

3. Perda de peso

cachorro deitado no sofá

A perda de peso geralmente está associada à falta de apetite e se agrava em casos de diarreia e vômito. Além disso, existem situações em que o cachorro perde peso sem ter alteração perceptível na alimentação.

A redução do peso do animal pode estar associada a casos de verminoses, alterações hepáticas, renais ou cardíacas, bem como a diabetes ou tumores. É essencial consultar um veterinário para receber a orientação do tratamento adequado.

4. Alterações nas fezes

pessoa com cachorro na grama

A alteração mais fácil de identificar é um quadro de diarreia, que pode ser resultado de uma mudança repentina na alimentação do pet, uso de medicamentos e ingestão de alimentos gordurosos.

Mas não é só isso: as alterações nas fezes dos cachorros podem estar associadas a verminoses, viroses, giardíases, cinomose, alergias e intoxicações alimentares, além da gastroenterite bacteriana.

Quando identificar alterações nas fezes, principalmente diarreia por mais de 48 horas, consulte um veterinário. Vale lembrar que essas modificações também podem causar outros problemas, como a perda de nutrientes essenciais para o pet e a desidratação. Quanto antes o animal tiver tratamento, melhor.

Agora, se notar uma redução no volume ou ausência de fezes, pode ser que o cachorro tenha alteração prostática, dor nas articulações, tumores anais ou intestinais, hérnia perianal ou obstrução intestinal pela ingestão de corpo estranho. Também é importante passar por uma consulta com um profissional.

5. Alterações na urina

cachorro fazendo xixi na grama

As alterações na urina são comuns quando o cachorro está doente. Neste caso, elas podem ser sinal de problemas como alterações renais, diabetes, hiperadrenocorticismo, doenças do trato urinário, entre outras.

Mas como perceber que há alteração na urina do animal? Basta verificar em tapetes higiênicos se o volume é maior ou menor, inclusive a cor da urina. Vale lembrar que alguns alimentos, como a beterraba, tingem temporariamente a urina. Se o problema persistir por mais de dois dias, consulte um veterinário.

6. Prostração

cachorro deitado e abatido

A prostração é o mesmo que cachorro abatido, sem disposição para fazer atividades que antes realizava facilmente. Ele tende a ficar assim em caso de frio, problemas de sono ou quando tem um dia cheio de atividades.

No entanto, se a prostração se estende por vários dias e seu pet está abatido, é interessante investigar o caso. Pode ser que ele tenha dor abdominal ou articular, infecção ou alteração cardiorrespiratória.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

    Redatora com anos de experiência e atuando no HomeIT desde 2022. Possui textos publicados em grandes sites sempre com informações completas, técnicas de apuração e SEO.

    Deixe seu comentário