Início » Pets » 7 motivos para castrar o seu pet: conheça razões convincentes que impactam a saúde de seu animal

7 motivos para castrar o seu pet: conheça razões convincentes que impactam a saúde de seu animal

Ao pensar em castrar o seu pet, você provavelmente já ouviu muitas informações falsas e até que lhe assustaram, não é? 

No entanto, não é bem assim. A castração dos animais de estimação é um procedimento seguro e rápido – sem contar que ela traz benefícios muito importantes para o pet e para sua convivência com os donos e outros animais.

Separamos aqui os motivos de castrar o seu pet para que você entenda que isso é um ato de amor. Acompanhe o post para descobrir tudo sobre esse assunto.

Mitos da castração

cachorro com cone no pescoço

Antes de mais nada, é interessante saber que muitos desistem de fazer a castração dos pets por causa de desinformações e crenças infundadas.

Como estamos falando dos nossos animais de estimação, veja esse post:
Plantas que são tóxicas para seus pets

Um exemplo é quando dizem que as fêmeas devem ter, pelo menos, uma ninhada antes de serem castradas para garantir saúde e felicidade. 

E provavelmente você já ouviu que castrar os machos pode deixar o animal frustrado e desanimado.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

A realidade é que os pets não precisam cruzar ou ter filhos antes da castração para sentirem-se satisfeitos ou completos. Não há comprometimento da saúde física ou mental se o seu pet não tiver contato sexual ou filhotes.

Portanto, vamos conhecer os principais motivos para castrar o seu pet porque vai muito além de um controle de animais abandonados e em situações de maus-tratos.

Diminuição de comportamentos agressivos

Essa é uma das principais vantagens da castração.

Cães castrados se tornam mais calmos e menos propensos a atacar, morder ou mesmo entrar em briga com outros cachorros.

cachorro e gato deitados juntos

Já os gatos (e coelhos, aliás) acabam não sentindo vontade de marcar e proteger seus territórios. Eles ainda são menos propensos a entrar em brigas.

Fim do ciclo de cio nas fêmeas

Outro ponto positivo é o encerramento dos ciclos de cio, que geralmente ocorrem duas vezes por ano (em cachorros) – e que costuma trazer mudanças comportamentais desagradáveis, incluindo agressões.

Nos gatos, o cio pode ser variável por causa do ambiente. O comportamento mais comum é o uivo implacável, mas as gatas também vão tentar escapar para acasalar, urinar inadequadamente e atrair gatos machos indesejados.

Redução de problemas de saúde reprodutiva

De acordo com estudos, animais castrados podem viver mais! 

gato com cone no pescoço

A castração pode eliminar riscos de câncer de ovário, útero e piometra (uma infecção no útero que causa risco de vida) em cães, gatos e coelhos. 

Nas fêmeas, ainda há redução no risco de câncer de mama – 99% das cadelas castradas antes do primeiro cio não desenvolvem essa doença. Para as gatas, há uma diminuição de chances entre 40% e 60%.

Para os machos, elimina-se o risco de câncer testicular em todas as espécies, bem como o de problemas de próstata em cães machos.

Acaba com o desejo de se reproduzir

Por meio da castração, há diminuição de que seu animal de estimação macho se afaste ou escape.

Como os cães machos tendem a sentir o cheiro de uma fêmea no cio a uma longa distância (até um quilômetro), depois de castrado ele ficará com menos frustração sexual e a necessidade de sair à procura de “namoradas”.

Obviamente, isso diminui as chances de atropelamentos e brigas com outros machos.

Evita gravidez acidental

Algumas pesquisas indicam que a maioria das gestações de gatos não é intencional.

gata com filhotes

E isso engloba o primeiro motivo sobre a importância de castrar os pets: evitar gravidez indesejada e filhotes que podem não encontrar um bom lar.

Para os donos, uma gravidez acidental pode trazer várias complicações, como cuidados pré-natais, cuidados com os filhotes e até complicações no parto.

Há a oportunidade de realizar outros procedimentos 

No momento da operação para castrar o pet, é possível, e se for necessário, fazer outros procedimentos.

Alguns exemplos são a implementação de microchip, limpeza dos dentes, remoção de dentes de leite e outras circunstâncias.

Quando castrar o pet?

veterinário segurando pets

Essa é uma dúvida bem comum, porém não há uma resposta certa ou errada para isso.

Indicamos que você fale com o veterinário para avaliar o histórico do seu pet para tomar a melhor decisão.

Entretanto, a castração pode ser feita mesmo quando o animalzinho ainda é filhote, a partir dos seis meses de vida.

É sempre bom que o veterinário analise cada caso para que o procedimento ocorra com toda a segurança.

E mesmo se o seu pet seja adulto, não tem problema: a castração pode acontecer em qualquer fase da vida – quanto antes melhor, mas melhor do que não fazer, ok?

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

    Editora do Homeit.com.br, Bellezamoderna.com.br e Revendedor.com.br. Graduada em Comércio Internacional (UCS/RS), Marketing Digital (SENAC/RS) e atualmente estudando Ciências Biológicas (UNINTER). Fluência em Inglês e estudando Espanhol no momento. É apaixonada por palavras, natureza, tornados, heavy metal e psicologia criminal.

    Deixe seu comentário