Cortinas para sala: modelos mais indicados para decorar

Na hora de começar a decorar uma casa, muitas dúvidas surgem principalmente sobre a disposição dos móveis, como será feita a pintura das paredes e de muitos detalhes que precisam da devida atenção.

É comum que não se pense logo de início como serão usadas as cortinas para decoração local, dessa maneira, sendo deixada geralmente para último no momento da escolha dos modelos.

Veja aqui algumas dicas de decoração para as cortinas da sala, quais são os modelos mais indicados, o que se deve ter atenção e muito mais.

Cortinas para sala: modelos mais indicados

1 – Tecidos

Cortinas para sala: modelos mais indicados

Primeiro, é preciso que quem está procurando por uma cortina, já tenha a plena noção de qual será o tecido escolhido, visto que isso é primordial para encontrar qual é aquele que melhor combina com o ambiente e a decoração local.

Veja abaixo quais são os mais usados e fique por dentro:

  • Blackout ou corta luz: a cortina blackout é conhecida por ser um tecido grosso que bloqueia a entrada de luz, conseguindo deixar o local extremamente escuro, até mesmo nos dias mais claros;
  • Voil: bem fininha e leve, ela é indicada para quem gosta de ambientes que fiquem bem iluminados ou quando se faz a combinação com outro tecido estampado;
  • Jacquard: conhecido por ser usado por quem quer uma cortina elegante e estampada, ele costuma ser bem mais encorpado e com mais presença;
  • Linho: um tecido leve e com colorações variadas, ele é mais usado para locais que tem bastante vento, usando para complementar a cortina com outros materiais;
  • Renda: delicada e elegante, ela pode ser o destaque da sala, geralmente sendo usado um forro embaixo, destacando o material marcado pela renda;
  • Oxford: caso você não queira uma corta luz, esse é o modelo ideal, visto que possui muitas cores e faz o bloqueio da luz na medida certa.

2 – Cortina persiana

Cortina persiana

Essa cortina no estilo persiana geralmente é usada em escritórios, mas pode ser inserida na sala, principalmente porque ela é muito versátil.

Elas são práticas de serem limpas, de serem abertas e também fechadas quando se quiser, sem falar que o ambiente fica muito mais moderno com esse estilo.

Quando falamos sobre cores, é indicado investir naquelas em tonalidades mais claras, mas, também é possível escolher em cores mais vivas, principalmente para combinar com uma decoração mais moderna.

Ela é encontrada geralmente no modelo gomo ou rolo, onde a primeira costuma ser mais larga na horizontal e dobram para cima e para baixo, enquanto você fecha ou abre, enquanto a rolo é mais simples, onde abre e fecha o tecido enrolando-o.

3 – Trilho ou varão?

Trilho ou varão?

Uma dúvida comum é escolher entre o modelo de trilho ou de varão, por isso, veja algumas dicas ou conselhos abaixo sobre essa questão.

O varão ganha destaque pela sua facilidade de ser instalado, sendo que só é necessário colocá-lo na parede os suportes e assim, pendurar o respectivo tecido.

Mas, o varão está sempre à mostra, por isso, é interessante investir em um modelo bonito e que não destoe das demais decoração locais.

Quando falamos da cortina de trilho, ela é mais discreta, sendo diretamente instalada no teto, principalmente para quem está fazendo um cortineiro de gesso.

Mas, é mais demorada para se pendurar as cortinas, precisando na maioria das vezes de ajuda para ser ali instalada.

4 – Cortina de crochê

Cortina de crochê

Um modelo que você mesmo pode fazer, a cortina de crochê é bonita e diferenciada, sendo usada principalmente para quem quer separar diferentes ambientes dentro da sala de estar, como é o caso de uma sala mais intimista, por exemplo.

A dica é sempre de serem usados pontos mais abertos e mais detalhados, formando assim uma cortina mais aberta e cheia de detalhes, o que pode combinar com a cozinha caso se tenha demais itens com esse material.

Na hora de decorar a sua sala de estar, é interessante pensar bem em como será feito essa compensação com as cortinas, visto que além de serem boas aliadas para diminuir a luz local, são determinantes para deixar o ambiente mais bonito do que o comum.

Por isso, pense bem em como estão posicionados os móveis, quais são os itens que ganham mais atenção, aqueles que ficam como secundários e como a cortina irá se portar ali.

Deixe seu comentário