Início » Organizando » 4 dicas para iluminação da cozinha: veja como acertar esse detalhe na decoração

4 dicas para iluminação da cozinha: veja como acertar esse detalhe na decoração

A iluminação da cozinha vai muito além de escolher uma luminária bonita que combina com sua decoração.

Obviamente, isso não pode ser descartado, mas não é o fator principal na hora de planejar esse detalhe, ok? O mais importante é garantir que a iluminação seja funcional, afinal é um ponto crucial para a cozinha.

Separamos aqui dicas para que essa tarefa seja mais fácil para você e que sua cozinha tenha as luzes corretas. Acompanhe.

Maximize a luz natural

cozinha com boa iluminação natural

As fontes de iluminação natural podem ajudar (e muito) a sua cozinha. Certos espaços possuem poucas ou até nenhuma janela, por isso já partem para o uso da iluminação complementar.

Sobre as janelas desse ambiente, veja esse post:
Modelos de janelas para cozinha

Se sua cozinha tem janelas, procure deixar a luz entrar o máximo possível.

Caso esteja reformando o cômodo, considere fazer algumas alterações que podem ajudar ainda mais nesse quesito. Por exemplo, a porta externa sólida poderia ser substituída por painéis de vidro.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Da mesma forma, a cortina também é outro detalhe: opte por tecidos leves e claros.

Aposte na iluminação em camadas

cozinha simples bem iluminada

Usar apenas iluminação geral no teto pode deixar muitos pontos sombreados e escuros em sua cozinha.

Logo, uma dica é incluir iluminação em camadas, isto é, usar diferentes tipos de luz, como a de ambiente, de tarefa (falaremos sobre isso abaixo) e a de realce. 

Cada uma tem um propósito diferente, mas trabalhando juntas podem auxiliar bastante na iluminação de sua cozinha, reduzindo as sombras e adicionando profundidade ao design.

Iluminação de tarefa

Esse tipo de iluminação é bem válido para uma cozinha. Isso porque é brilhante e focada em áreas de trabalho específicas.

Nesse cômodo, essa luz pode favorecer um cozimento ou preparo de alimentos sem sombras, por exemplo.

Outro lugar de instalação pode ser na pia – mesmo que ela possa estar embaixo de uma janela, durante a noite você não terá a luz solar –, deixando a atividade de lavar a louça mais prática.

Além das pias e fogões, esse tipo de iluminação pode ser instalado na ilha de sua cozinha.

Uma sugestão fácil de incorporar a iluminação de tarefa é instalá-la sob o gabinete, pois assim ela lançará uma luz uniforme sobre as bancadas.

Luminárias pendentes também podem servir para esse objetivo – a altura dos pendentes, é claro, precisa iluminar bem a superfície e não atrapalhar o ambiente.

cozinha com iluminação de tarefa

Iluminação ambiente

Essa iluminação é a superior mais suave, aquela que fornece a luz geral.

Qualquer tipo de luminária pode ajudar nesse tipo de iluminação, incluindo as embutidas, semiembutidas e os lustres.

O posicionamento deve permitir que a luz ilumine a cozinha de maneira uniforme.

Se escolher a embutida, recomenda-se espaçar as luminárias na metade da altura do teto.

Iluminação de realce/destaque

Esse tipo é mais decorativo, podendo não apenas iluminar como também destacar um determinado recurso na cozinha.

Um exemplo é a iluminação dentro de um armário com porta de vidro, que exibe a coleção de pratos e outros utensílios. Você pode ainda utilizá-la para destacar alguma característica da arquitetura desse cômodo.

No entanto, em geral, esse tipo de iluminação é discreta, já que a luz não é o foco e sim o recurso que será destacado por ela.

Preste atenção ao brilho

cozinha com iluminação sob armários

Alguns tipos de luminárias podem causar reflexos na cozinha – superfícies brilhantes ou claras podem refletir a luz das luminárias e causar esses brilhos.

Para evitar isso, você pode usar difusores e caixas de luz. Opte por luminárias suspensas com difusores na parte inferior, assim elas suavizam a luz e evitam o brilho.

Se for usar fitas de LED sob os armários, inclua caixinhas especiais com tampas focas para minimizar o brilho.

Você pode ainda diminuir a potência em cozinhas mais iluminadas, enquanto que cozinhas mais escuras precisam de luminárias mais potentes para fornecer brilho suficiente.

Considere a vista a partir de outros cômodos

cozinha pequena integrada à sala

Hoje em dia, os ambientes são praticamente integrados e sua cozinha pode ser facilmente vista da sala de jantar ou de estar, não é?

Nesse caso, é interessante que você leve em conta esses ângulos na hora de decidir pela iluminação da cozinha também.

Suas luminárias não precisam combinar com tudo o que está ao redor, mas tente fazer com que elas tenham um pouco de relação com o estilo geral da casa.

Esse é um detalhe que pode afetar positiva ou negativamente a sua decoração, dependendo como elas funcionam com os outros elementos presentes.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Editora do Homeit.com.br, Bellezamoderna.com.br e Revendedor.com.br. Graduada em Comércio Internacional (UCS/RS), Marketing Digital (SENAC/RS) e atualmente estudando Ciências Biológicas (UNINTER). Fluência em Inglês e estudando Espanhol no momento. É apaixonada por palavras, natureza, tornados, heavy metal e psicologia criminal.

Deixe seu comentário