Os 7 melhores tipos de grama para embelezar o seu jardim; o 4ª me agrada muito

Descubra quais são os sete melhores tipos de grama para embelezar e decorar seu jardim e aposte no seu favorito!

A grama é um detalhe muito importante no jardim, ajudando a dar acabamento e a embelezar a área. Existem diversos tipos de grama, cada um com características específicas.

A seguir, apresentamos os sete melhores tipos de grama para embelezar e dar acabamento ao seu jardim. Confira quais são e aproveite para escolher o seu favorito!

1. Grama esmeralda

Os 7 melhores tipos de grama para embelezar o seu jardim; o 4ª me agrada muito

Trata-se de um tipo que tem folha pequena, estreita e pontuda. Sua tonalidade é um verde mais fechado e é justamente dessa característica que vem seu nome “esmeralda”, lembrando a pedra nobre utilizada em joias.

Quer usar a grama esmeralda no seu jardim? Então, saiba que ela se dá melhor com locais ensolarados e em solo arenoso, com boa drenagem. Se seu solo não for arenoso, recomenda-se prepará-lo com uma camada de 30 centímetros de areia antes da plantação.

2. Grama curitibana

grama curitibana

Também é conhecida como grama São Carlos e se caracteriza por ter folhas sem pelos, lisas e levemente largas. Trata-se de uma alternativa que cresce para o alto, formando um tapete verde denso.

Esse tipo tem coloração verde intensa e é muito versátil, tanto que dá para utilizá-la em jardins, fazendas, sítios e áreas de lazer, garantindo um resultado incrível.

A grama curitibana é resistente ao frio, por isso é recomendada para regiões com temperaturas amenas ou baixas. Além disso, sua manutenção é descomplicada, pois exige regas somente uma vez por semana.

3. Grama Santo Agostinho

grama Santo Agostinho

A grama Santo Agostinho é uma variedade que possui folhas largas, cerosas e cor verde claro. Trata-se uma opção perfeita para o clima tropical e subtropical, adaptando-se melhor a áreas com sol.

Além disso, é ideal para regiões litorâneas, pois apresenta boa tolerância à salinidade. Exige menos manutenção, pois seu crescimento é lento, dando-lhe maior praticidade no cuidado com o jardim.

No entanto, é pouco tolerante ao frio e ao pisoteio excessivo. Por isso, não se indica o plantio em áreas com temperaturas baixas em boa parte do ano, muito menos em locais com fluxo intenso de pessoas.

4. Grama amendoim

Trata-se de um tipo de grama que possui folha verde escura, com crescimento de até 20 centímetros. Seu diferencial está no fato de dar flores amarelas em época de floração.

Para plantio, é preciso que o solo seja rico em matéria orgânica, portanto, indica-se o uso de adubo orgânico na terra. Além disso, o substrato precisa ser mais leve, com boa capacidade de drenagem da água.

5. Grama coreana

grama coreana ou japonesa

Alternativa que também recebe o nome de grama veludo, possui folhas estreitas e precisa ser cultivada em áreas com boa incidência solar. Sua estrutura folicular é frágil, por isso se recomenda seu uso somente para decoração e não para áreas com um grande fluxo de pessoas ou animais.

A grama coreana pode formar tufos durante seu desenvolvimento e crescimento, garantindo uma estética diferenciada para o jardim. No entanto, conta com o ponto negativo de exigir uma manutenção mais cuidadosa e frequente, principalmente no que se refere às podas.

6. Grama batatais

grama batatais

A grama batatais, que também é chamada de grama de pasto, é uma das mais cultivadas no Brasil, seja para jardinagem, paisagismo ou cobertura de solos pobres em nutrientes.

É uma alternativa grossa e forquilha, de folha dura, coloração verde claro e que precisa de muito sol para se desenvolver e crescer com saúde. Sua estrutura mais robusta a torna perfeita para áreas secas (de baixa umidade) e ao pisoteio. Também é muito resistente a pragas.

Por isso, é uma grama recomendada para quem busca uma alternativa de baixa manutenção e que possa ser cultivada em espaços com alto fluxo de pessoas.

7. Grama esmeralda imperial

grama esmeralda imperial

Trata-se de uma variação da grama esmeralda que citamos anteriormente. Seu diferencial está no fato de ter folhas mais largas e grandes. Ela é muito tolerante a secas e não cresce mais após atingir seu tamanho ideal.

Por isso, é uma alternativa de baixa manutenção, sem exigir podas constantes, e ideal para quem não quer ter muito trabalho para deixar seu jardim sempre em perfeito estado. Atente-se somente ao fato de que a esmeralda imperial tem um preço sutilmente maior do que a esmeralda comum.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Participe dos nossos grupos

FacebookEntre para nosso GRUPO!

Faça parte da nossa comunidade de DECORAÇÃO e ORGANIZAÇÃO

Deixe seu comentário