Início » Jardinagem » Rega da zamioculca: quanta água essa planta REALMENTE precisa?

Rega da zamioculca: quanta água essa planta REALMENTE precisa?

A rega da zamioculca é uma das principais dúvidas para quem tem essa queridinha em casa. 

Afinal, tanto ela quanto qualquer outra planta exige atenção na hora de molhar justamente para evitar problemas.

Entenda agora como você deve fazer a rega da zamioculca e outras informações cruciais para não cometer erros!

Quanta rega a zamioculca precisa?

medidor de umidade em vaso de zamioculca

De modo geral, as zamioculcas preferem que sejam regadas apenas quando dois centímetros do solo estão completamente secos.

Quando chegar a hora de regar, tenha certeza de que ela seja feita de forma que a água sature todo o solo e escorra pelos orifícios de drenagem no fundo do vaso.

Muita água vai matar sua zamioculca

Sem dúvida, conhecemos a zamioculca como uma planta doméstica quase impossível de matar. 

Entretanto, algo que pode realmente afetar sua verdinha é o excesso de água.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Mais do que outros fatores, como exposição solar, deficiência de nutrientes e variações de temperatura, a rega da zamioculca, quando feita incorretamente, tem o maior efeito sobre ela e pode matar com rapidez.

Como assim? Quando você rega demais sua planta (ou seja, dar água a ela com muita frequência), o sistema radicular fica sufocado pelo excesso de água. Isso priva a zamioculca de ter o oxigênio necessário, além da absorção ineficaz de nutrientes do solo. Porém, pior ainda é que pode levar a podridão da raiz e dos rizomas.

Como garantir uma drenagem adequada?

rega da zamioculca

Existem alguns requisitos que você pode considerar.

Em primeiro lugar, certifique-se de que o solo de sua zamioculca seja leve e poroso. A ideia é que a água possa saturar a terra totalmente, mas, ao mesmo tempo, escorrer com velocidade, permitindo que o solo seque completamente entre as regas.

Outro detalhe é em relação ao vaso: jamais use um vaso sem furos no fundo, ok? Os orifícios são fundamentais para a saúde da zamioculca.

Além disso, o vaso precisa ter um tamanho adequado, pois vasos grandes demais podem reter o excesso de umidade e demorar ainda mais para secar entre as regas.

Veja também:
Como fazer a poda da zamioculca?

Qual é a melhor frequência de rega da zamioculca?

pessoa regando zamioculca

Então, você precisa se lembrar da origem da zamioculca. A planta é nativa da África, por isso, há longos períodos de clima quente e seco que são ocasionalmente interrompidos por tempestades.

Nesse sentido, essas plantas evoluíram para sobreviver a essas condições usando seu rizoma. 

O rizoma é aquela grande estrutura de armazenamento que você pode achar semelhante a uma batata. Ele cresce sob o solo e dela os caules e raízes são projetados.

Com base nisso, as raízes absorvem água e nutrientes e armazenam no rizoma para uso posterior.

Essa explicação toda serviu para você entender que: a rega da zamioculca não tem uma frequência certa. O ponto-chave é deixar o solo secar entre as regas (como já falamos). Verifique os níveis de umidade do solo a cada poucos dias para determinar se ela precisa ou não de uma nova irrigação.

Como regar a zamioculca?

vaso de zamioculca com irrigação inferior

Regue bem até cerca de 25% da água que você colocar flua do orifício de drenagem no fundo do vaso. Isso é uma garantia de que a água irá umedecer de forma suficiente o solo todo.

Aliás, certifique-se de verificar de tempos em tempos se a drenagem do vaso está adequada para sua zamioculca.

Isso porque o solo pode acabar compactando ou, dependendo do caso, o orifício pode acabar entupindo, criando água parada que a planta irá detestar.

Você pode tanto fazer a rega da zamioculca pelo método comum (derramar a água na superfície do solo) ou ainda apostar no uso de um prato raso cheio de água para que o solo absorva a umidade por meio do orifício de drenagem do vaso.

Por fim, tenha atenção às estações do ano, já que as plantas absorvem mais água quando estão no meio da estação de crescimento do que quando entram em período de dormência (inverno).

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Trabalha com escrita criativa, revisão e tradução. Fluência em Inglês e atualmente estudando Espanhol. Se formou em Comércio Internacional e Técnico em Marketing, mas está agora realizando o sonho de estudar Biologia. É apaixonada por palavras, natureza, tornados, heavy metal e psicologia forense.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.