Início » Dicas » 5 desvantagens que torna uma Casa Geminada uma PÉSSIMA opção

5 desvantagens que torna uma Casa Geminada uma PÉSSIMA opção

As casas geminadas têm sido consideradas opções econômicas no mercado imobiliário, sendo construções caracterizadas pelo compartilhamento de paredes e lotes entre duas ou mais residências.

Enquanto estes imóveis possam parecer atraentes à primeira vista, sobretudo pelo custo inicialmente mais acessível, há desvantagens consideráveis que necessitam uma análise criteriosa por potenciais compradores ou inquilinos.

Investigamos os pontos que podem tornar essas propriedades menos atraentes aos olhos de muitos e que podem levá-los a reavaliar essa opção habitacional.

Privacidade Limitada

Um dos maiores contratempos associados às casas geminadas está no âmbito da privacidade acústica. A partilha de paredes acarreta na transmissão facilitada de sons entre as residências, o que pode gerar desconforto ao ouvir conversas alheias, o som da televisão do vizinho ou até mesmo seus roncos.

Para combater essa proximidade sonora indesejada, moradores frequentemente se veem obrigados a investir em soluções de isolamento acústico ou em cortinas pesadas, que embora eficazes, representam custos adicionais para garantir a tão almejada privacidade.

Sensação de Confinamento

Ao optar por uma casa geminada, é possível que os residentes experimentem uma forte sensação de confinamento. A intimidade entre as moradias costuma resultar em uma percepção de espaços restritos, especialmente se as áreas internas são limitadas.

A ausência de áreas verdes particulares pode ser um revés significativo para aqueles que valorizam áreas ao ar livre e contato com a natureza dentro de suas propriedades. Ademais, ter animais de estimação que necessitem de espaço para brincar e exercitar-se pode se tornar um desafio em um ambiente mais compacto.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Casas Geminadas (Foto: Pixabay)
Casas Geminadas (Foto: Pixabay)

Manutenção Compartilhada

Um ponto que comumente provoca atritos entre vizinhos de casas geminadas diz respeito à manutenção das áreas comuns, como paredes e telhados.

O consenso entre as partes envolvidas é vital para a realização de reparos e manutenções, mas não raro, a falta de coordenação e conflitos de interesse levam a atrasos e disputas.

Além disso, mudanças estruturais podem ser praticamente inviáveis sem a permissão mútua. As responsabilidades financeiras imprevistas e sua divisão entre as unidades habitacionais também podem ser fonte de mal-estar e desentendimentos.

Áreas comuns

Embora cada unidade de uma residência geminada beneficie de uma entrada independente, as áreas exteriores comuns, como jardins e espaços de lazer, são divididas entre os moradores.

Para evitar conflitos e garantir um uso harmonioso desses espaços, é necessário estabelecer regras claras e acordadas por todos, funcionando como diretrizes coletivas para a convivência. A negligência neste aspecto pode levar a discordâncias e complicações na gestão do cotidiano comunitário.

Valorização Incerta

Em relação à valorização imobiliária, as casas geminadas frequentemente apresentam potencial inferior se comparadas a casas independentes ou apartamentos.

As desvantagens citadas podem impactar negativamente na atratividade do imóvel para futuros compradores, afetando, assim, a velocidade e o resultado da venda. Há, ainda, a possibilidade de uma depreciação mais expressiva se problemas surgirem, quer seja com os vizinhos ou na infraestrutura compartilhada.

Importante ressaltar que investimentos em reformas podem não se traduzir em um acréscimo correspondente no valor de venda, representando um risco financeiro para o proprietário.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Formado em Administração e Psicologia, e também fez curso de desenho. Fã de games, desenhos animados, séries e filmes.

Deixe seu comentário