Decoração sustentável – Pequenos detalhes fazendo a diferença

Decorar a casa é uma atividade deliciosa. Quando pensamos em decorar as dependências da casa, devemos levar muitas coisas em consideração. É sempre recomendado que seja realizado um planejamento prévio, para garantir que tudo saia como foi imaginado, e claro, para ter uma maior noção do investimento, para assim, direcionar as atenções naquilo que é mais importante. Além disso, algumas pessoas optam por fazer uma breve pesquisa sobre cores e estilos de decoração. É importante ter conhecimento das cores e de seus efeitos psicológicos antes de decorar a casa – poucas pessoas sabem, mas as cores possuem a capacidade de despertar sensações e, para que cada espaço seja capaz de cumprir com seu objetivo.

decoração sustentável

Independente de se tratar de ambientes internos ou externos, a decoração deve levar em si a essência e personalidade daqueles que ali residem. Uma das melhores partes de decorar a casa é que aquele é o seu lar, o lugar onde você deve se sentir à vontade e que, claro, deve ser a sua cara. Por isso, quando for decorar os espaços da casa, não hesite: invista em deixar sua personalidade e identidade, tornando-os imensamente aconchegantes e agradáveis, e não se esqueça de investir em detalhes e tendências que, dia após dia, têm aparecido.

Uma das tendências que merecem respeito e atenção é a da sustentabilidade. A onda sustentável tem crescido consideravelmente, e está cativando cada vez mais pessoas, que estão se conscientizando da importância de incluir sustentabilidade às dependências da casa. E, para isso, vem uma das melhores partes da decoração: o “faça você mesmo”. Não pense que dá trabalho, na verdade, fazer os elementos decorativos é muito mais fácil do que se pensa. É um momento onde você pode extravasar com a criatividade e deixar cada elemento com personalidade, e assim, o ambiente fica ainda mais “você”.

decoração sustentável

Alguns elementos decorativos muito agradáveis podem ser feitos com simples elementos: papel reciclado, revistas velhas, rolinhos de papel higiênico, cola e tinta. Para os mais ousados, ainda há os enfeites mais trabalhados, que utilizam madeira, linha e formatos mais difíceis de trabalhar. Pequenos detalhes também fazem a diferença, como a utilização de latas de extrato de tomate, por exemplo, para flores. Uma das vantagens de fazer os próprios elementos decorativos é que a criatividade pode ser exercida sem medo. Não há riscos de errar se levarmos certos detalhes em consideração. Por exemplo, a combinação de cores. Para quem gosta de cores, invista em paredes brancas, deixando a decoração tomar conta do ambiente. Porém, se pensa em investir em paredes coloridas, é bom seguir uma linha nas cores dos elementos decorativos, para que o ambiente não fique carregado, e sim agradável, não só para aqueles que ali residem, mas para visitas. Uma boa decoração deve ser capaz de levar aconchego a todos que ali frequentam.

Deixe seu comentário