Início » Pets » PRESTE ATENÇÃO: Seu pet idoso precisa DESSES cuidados nessa fase da vida

PRESTE ATENÇÃO: Seu pet idoso precisa DESSES cuidados nessa fase da vida

Envelhecer faz parte da vida e ver isso acontecer com seu animal de estimação pode gerar um sentimento agridoce. De toda forma, seu pet idoso precisa de cuidados e muito amor nessa fase, afinal muitas coisas estão mudando para ele.

Pode ser bem triste ver os efeitos do envelhecimento, como os pelos ficando branquinhos, o caminhar mais lento, a vontade de ficar mais tempo deitado, maior propensão a doenças, visão e audição prejudicadas. 

Mesmo assim, encare essas mudanças como uma oportunidade para mimar e amar seu pet ainda mais. 

Por isso, não esqueça de fazer com que seu pet idoso fique confortável e tenha todas as suas necessidades atendidas. Separamos aqui os principais cuidados para animais de estimação que chegaram ao status de idosos!

Faça visitas mais frequentes ao veterinário

cão idoso com veterinário

Primeiramente, entenda que visitas regulares ao veterinário são importantes para todos os animais de estimação.

Como é um assunto que adoramos, aproveite para ler esse post:
Benefícios dos pets para nossa saúde!

No entanto, conforme a idade avança para seu pet, elas se tornam cruciais e devem ser mais frequentes. Com o envelhecimento, seu animalzinho pode sofrer com vários tipos de doenças.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Portanto, é recomendável que você leve-o ao veterinário, pelo menos, duas vezes por ano. 

Permite que o profissional faça o atendimento e exames para estabelecer a saúde básica do pet, garantindo que haja detecção precoce de alguma doença e o tratamento imediato antes que ela se torne grave e sem solução.

Aliás, a vacinação deve ser mantida em dia para deixar o sistema imunológico forte.

Observe a alimentação do seu pet idoso

gato comendo

Um animal de estimação adulto costuma ter problemas alimentares, como falta de apetite, dificuldade de mastigação e até obesidade.

Conforme seu pet idoso se torna menos ativo, seu organismo exige menos calorias. Nesse caso, você precisa ajustar a dieta dele para manter a massa muscular magra saudável e um peso ideal – em geral, eles precisam de alimentos que sejam facilmente digeridos, que forneçam diferentes níveis de energia, além de distintos ingredientes e nutrientes.

Da mesma maneira, os cuidados com a alimentação do pet ajudam a manter o sistema imunológico dele funcionando adequadamente.

Lembre-se: animais de estimação com excesso de peso têm maior probabilidade de doenças e problemas articulatórios no futuro.

Fale com o veterinário, caso seu pet já tenha alguma dificuldade articular, para que ele prescreva suplementos, como o óleo de peixe, por exemplo.

Cuide do ambiente

cão idoso recebendo carinho na cabeça

Animais de estimação mais velhos podem apresentar limitações na mobilidade. Não somente isso, mas outras questões mostram que você deve ter um cuidado especial com o seu lar para que ele se torne confortável para o seu pet idoso.

Um cão ou gato cego, por exemplo, terá dificuldades em pular no sofá ou na cama à noite. Logo, considere deixar uma cama macia e de fácil acesso ao animalzinho – especialmente nas estações frias, certifique-se de que ele esteja bem aquecido, pois com a idade o pet sente mais as variações de temperatura.

Com problemas de visão, evite mover os móveis para evitar confusão.

Já no caso de animais com problemas articulatórios, uma sugestão é colocar uma rampa que facilite a subida na cama ou sofá.

Outro detalhe importante é colocar tapetes e carpetes antiderrapantes pela casa, assim seu pet consegue se levantar sem sofrer quedas.

Finalmente, mantenha a água e a comida em áreas de fácil acesso também.

Ajude na mobilidade

cachorro idoso com dono

Os animais de estimação, quando adultos e idosos, podem se tornar menos ativos, mas isso não significa que não devam ter uma prática de exercícios adequada.

O exercício regular torna-se mais importante à medida que o animalzinho envelhece, pois estimula o apetite, mantém as articulações saudáveis, melhora o humor, evita a ansiedade e o tédio, e ainda previne a obesidade.

Claro, não espere que o seu pet realize as mesmas atividades de antes. Converse com seu veterinário para definir um programa de exercícios com base nas necessidades do seu animal (e limitações que ele pode ter).

Não somente os cuidados físicos, a saúde mental do animal idoso também deve ser analisado, em especial se ele apresenta sinais de senilidade ou disfunção cognitiva. Estimule-o com interações que o ajudem a mantê-lo mentalmente ativo!

Enfim, cuidar de um pet idoso requer um pouco mais de trabalho do que você já está acostumado, porém pode ser uma experiência gratificante para a alma. 

Siga essas dicas mencionadas acima para que seu melhor amigo leve uma vida mais feliz e saudável pelos anos que ainda possui pela frente!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

    Editora do Homeit.com.br, Bellezamoderna.com.br e Revendedor.com.br. Graduada em Comércio Internacional (UCS/RS), Marketing Digital (SENAC/RS) e atualmente estudando Ciências Biológicas (UNINTER). Fluência em Inglês e estudando Espanhol no momento. É apaixonada por palavras, natureza, tornados, heavy metal e psicologia criminal.

    Deixe seu comentário